Saúde da mulher

A deputada Soraya Santos também dedicou seus esforços para aprovar projetos voltados para a saúde da mulher. Ela foi relatora do Projeto de Lei 3595/12, de autoria do Senado, que assegura às mulheres com deficiência condições para a prevenção, a detecção e o tratamento dos cânceres de mama e de colo de útero no Sistema Único de Saúde (SUS). A parlamentar defendeu a necessidade de adequação dos equipamentos. “No mês de combate ao câncer de mama, é preciso reafirmar a necessidade de adequação dos mamógrafos para as portadoras de deficiência, assim com a capacitação dos técnicos de saúde para o atendimento a essas mulheres”, ressalta.

A mamografia está entre os exames mais importantes para diagnosticar o câncer de mama, uma doença que somente neste ano deve atingir 57.120 novas mulheres, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca).

A proposta esclarece direitos já previstos na legislação vigente, uma vez que há preocupação de parlamentares em relação às dificuldades encontradas por mulheres com deficiência para realização de exames de prevenção do câncer, tendo em vista a falta de adaptação dos equipamentos para estas pessoas.

Com essa finalidade, o PL acrescenta novo parágrafo ao artigo 2º da Lei 11.664/08, que disciplina a prevenção, detecção, tratamento e controle dos cânceres de mama e de colo uterino no SUS. O projeto dá garantia de acesso às mulheres com deficiência a equipamentos adequados para suas condições físicas. Em algumas situações como a da tetraplegia, por exemplo, há dificuldades para a realização de exames ginecológicos ou mamográficos.

No mês de outubro, o Congresso Nacional e diversos órgãos públicos foram iluminados pela cor rosa. O movimento simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama. Na Câmara, a deputada Soraya Santos participou de um movimento de conscientização pela prevenção do tumor mamário e pelo incentivo ao auto-exame.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
Fechar Menu